segunda-feira, 10 de março de 2008

Wanderley Luxemburgo X Wanderley Nogueira

Ontem, assistindo ao Mesa Redonda – Futebol Debate, na Rede Gazeta de Televisão, pude perceber a força de um veículo de comunicação.

O programa corria normalmente, até que, Wanderley Nogueira, acusou Luxemburgo de usar o programa para se defender no julgamento a que será submetido hoje, no Tribunal de Justiça Desportiva, pela expulsão no jogo entre Palmeira e Rio Preto, pelo Campeonato Paulista.

Nogueira disse: “Você está usando o programa e tentando passar uma imagem de Santo, para tentar absolvição no julgamento de amanhã”. Pronto, foi a gota d´água para que o treinador do Palmeiras perdesse a compostura.

Luxemburgo deu o troco na mesma moeda e, sugeriu que o repórter estivesse contra ele. “Eu acho que é você quem está tentando complicar as coisas para mim no julgamento. Eu não sei qual é o seu interesse nisso, mas, você está batendo sempre na mesma tecla”.

O que se viu a partir daí foi uma discussão sem fim. Os outros convidados do programa, o goleiro Felipe, do Corinthians, e o atacante Éder Luis, do São Paulo acabaram como meros espectadores. Quando focalizados, demonstravam total irritação com o andamento da conversa.

Nem os outros jornalistas que fazem parte da bancada tiveram vez. Dalmo Pessoa, Chico Lang e Fernando Solera, além do âncora, Flávio Prado, nada puderam fazer para evitar o embate.

A confusão durou cerca de 40 minutos e o programa, que é tido como um dos melhores do gênero, acabou frustrando os telespectadores, tamanha morosidade. Até porque, Luxemburgo, não se contenda em simplesmente falar.

Como possui um vocabulário pobre, repete seguidas vezes as mesmas frases e palavras. Uma coisa extremamente chata. E o repórter, por sua vez, demonstrou uma falta de respeito enorme com os seus colegas de profissão e, mais ainda, com os convidados.

Um outro fato que me chamou a atenção foram os lances polêmicos da rodada e, mais uma vez, os eternos erros dos juízes. Ora, Valdívia arrebentou de novo. Diogo Rincón fez uma excelente partida. O Santos, finalmente voltou a vencer. E o veteraníssimo, Christian, atacante da Portuguesa, colocou o Imperador Adriano e o São Paulo no bolso, no clássico da rodada.

Só que o programa não mostrou nada disso. Deixou o barco correr com a prepotência de Luxemburgo e a teimosia de Wanderley Nogueira.

Alô Flávio Prado, da próxima vez, faça o Mesa Redonda pautado no futebol, única e exclusivamente. O telespectador agradece.

Nenhum comentário: