domingo, 11 de maio de 2008

Corinthiano: orgulhoso sim, feliz não...

Este é um texto direcionado apenas aos corinthianos, que como eu, começaram a sofrer com o início da Série B.

Estamos bem na Copa do Brasil, prestes a classificarmo-nos para as semifinais, mas este é um outro campeonato, outra disputa, outros times e outra realidade, sim.

A Série B nada tem de charmoso, glamoroso ou qualquer outro adjetivo que a torne interessante ou convincente para qualquer torcedor do Corinthians. E não adianta dizer que começamos bem, que o Pacaembu recebeu 35 mil pessoas ontem, que a torcida cantou, vibrou etc.

Nenhum corinthiano pode ou está feliz com tal situação. Até o ano passado, nos interessava os jogos de sábado e domingo com São Paulo, Santos, Flamengo entre outros. Agora, será necessário ficar de olho na sexta-feira, é mole?

Avai e ABC jogam em Florianópolis. América de Natal enfrentando o Gama, em Natal. Fala sério: dá prá ser feliz tendo que acompanhar esses jogos? Claro que não.

Palmeiras, Botafogo, Atlético Mineiro e Grêmio já passaram por tal situação. Encheram estádios, fizeram festa, inventaram novas canções de apoio, mas, tenho certeza que nenhuma delas pretende cair novamente.

Os jogos da Série B são feios, com chutões, inúmeras faltas e passes errados, sem contar a cera que os times visitantes fazem para garantir qualquer pontinho. As partidas lembram muito o Desafio ao Galo, torneio disputado na década de 80, no campo de várzea do CMTC Clube.

Se o Corinthians vai subir? Claro que vai. Tem obrigação de fazê-lo. Serão 7 meses de gozação dos adversários, sofrimento, angústia e festa nas arquibancadas. O torcedor continuará fazendo sua parte, por isso ele carrega o nome de FIEL.

Sempre teremos orgulho de bater no peito e gritar: “Eu nunca vou te abandonar porque eu te amo”.

Mas feliz com o time na segunda divisão, não. Daí já é demais.

5 comentários:

Alexandre disse...

É um processo que não tem como fugir. Por outro lado vejo como uma reflexão, colocar os pés no chão, ter mais humildade. Estávamos precisando disso, principalmente a diretoria do clube.Enfim, só nos resta torcer para que no final do campeonato "alguém" tire uma lição boa de tudo isso.

Susanna Martins disse...

É Marcos, eu não sou muito ligada a futebol, mas meu pai é corintiano roxo, e eu sei bem o que vc está sentindo!! Deve ser a mesma coisa que ele está sentindo.
Como ele mesmo diz, campeonato brasileiro é campeonato brasileiro.
Mas o que eu desejo ao corinthias é sorte!!
Abraços
Boa Semana

Susanna Martins

João Luis disse...

Como você mesmo disse ontem pra mim, nós (palmeirenses) já passamos por isso. E, não é nada prazeroso vibrar com uma vitória sobre o ABC ou o Vila Nova. Mas, se quisermos, de verdade, mais transparência e decência no futebol, temos de estar preparados para isso. Afinal, no mundo inteiro os grandes times já frequentaram a segunda divisão de seus países - apesar de isso não ser tão comum hoje. O problema é que, diferente dos grandes centros europeus, aqui no Brasil temos doze times grandes! As chances de cair são maiores...
Abraços

tati disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
tati disse...

não é fácil..só um corinthiano pra saber a paixão que esse time brota nos nossos corações...e agora há uma mistura de sentimentos....
raiva por uma diretoria que acabou com um time vitorioso, feliz pela caminhada na copa do Brasil, raiva pela segunda divisão, feliz por ele estar vencendo, apesar dos times que enfrenta...
É bonito ver a torcida gritar, mas não podemos deixar de lado a indignação.
Mas esse campeonato vai ajudar a revelar craques anônimos e deixar os adversários loucos, pois mesmo na segundona, a toda e poderosa globo ainda consegue mais audiência com o timão do que com a novela das 8 (que não começa ás 8..rs).
Força timão!!! O ano que vem vem libertadores, se Deus quiser!!!
bjs