quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

O antes, o durante e o depois!!!

Bem, algum tempo atrás escrevi sobre fotos antigas. E prometi falar a respeito do período referente à fotografia exposta no post.

Vamos ao pagamento da dívida.

Eu quebrei o tornozelo direito em uma partida de futebol, em junho de 2005. Na época eu vivia um momento conturbado e complicado. Não conseguia sair de um lamaçal que se transformara minha vida. Bebidas demais, gastos demais, exposição demais. Enfim, nada de útil acontecia.
Sentia-me um derrotado. No sentido mais amplo da palavra.

Como todo ser humano, também precisava de um tempo ausente para colocar as idéias em ordem. Portanto, essa fratura veio em boa hora.

Foram dois meses de reclusão. Vi poucas pessoas nesse período. Parece que, “homem” lá em cima, sabe o que faz.

Poucas vezes tive tanto tempo para não fazer nada, apenas pensar. E pensei. Muito. Estava a 16 anos fora da escola. Trabalhava apenas por trabalhar. Não conseguia achar um sentido ou uma solução para uma vida tão vazia e sem objetivos.

Mas, como disse anteriormente, o “homem” lá em cima, sabe o que faz.

Juntei os cacos. Não sozinho. Tive a ajuda de alguém muito especial. E lá fui eu atrás do tempo perdido.

Após refletir sobre o caos, mudei o comportamento. Em vez de noitadas, livros. No lugar da bebida, estudo. Saí do estado “moleque” para o estado “homem”. Sim, meus filhos também sofriam com tamanho descaso.

Retomei meu caminho. Entrei para a universidade. Mudei de emprego. Voltei para os meus filhos e para minha família. Assumi todas as responsabilidades como pai e como filho.

Talvez por isso, aquela foto tenha tanto significado prá mim. O antes, o durante e, principalmente, o depois, fizeram muita diferença na minha vida.

Você está em algum lugar eu sei. Este post é prá você. Obrigado por tudo!!!

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Fomos à Lua?

Sinceramente não acredito que o homem tenha chegado até a Lua.

Um dos motivos é o seguinte: para o lançamento de um foguete é necessário uma parafernália absurda aqui na Terra. Até aí, tudo bem, creio que possuímos tal tecnologia.

Mas, lá de cima, da Lua, de Marte, ou de qualquer outro planeta, como fazer o foguete voltar? Pode parecer ingenuidade da minha parte, mas não acredito que isso já tenha acontecido.

Desde criança, questiono tal fato. E depois de uma reportagem que foi ao ar há alguns anos, sobre a possibilidade de fraude nas imagens direto do espaço, ficou pior ainda.

Como diria Cássia Eller: “...se homem já chegou até a Lua, por que ainda não tem o seu endereço?”

Minha mãe compactua da minha idéia. Aliás, ela morre de rir quando os jornais mostram imagens do homem no espaço. Consertam aqui, arrumam ali, dão tchauzinho. Ela fica maluca. “Como podem acreditar numa besteira dessas?”

Até aceito satélites que rondam a órbita da terra, tiram fotos, mapeiam o desmatamento, coisas do gênero. Mas, o espaço? Lua? Marte? Saturno? Nem pensar.

Enfim, não tenho nenhum conhecimento sobre a corrida espacial, NASA etc.

De qualquer forma, deixo aqui a pergunta:

Fomos? Legal.

Voltamos? Como? Digam vocês.